Equilíbrio Financeiro - HOME
Palestras Treinamentos Videos palestras Videos entrevistas Videos educativos financeiros Audios
Livros Artigos Entrevistas Depoimentos Downloads Clientes
home- Artigos

16/03/2009
Carro ou Casa?

Gostaria de chamar a atenção para um consumo crescente e exagerado, financiamento de veículos. É algo inconseqüente, assumir 60, 72, 84, 96 meses de prestações para andar com um bem que desvaloriza 20% quando sai da loja mais a desvalorização anual e que após um ou dois anos o saldo devedor daria para comprar um carro novo.
Hoje financiamentos da casa própria superam 240 meses, a C.E.F. financia imóveis usados, grandes construtoras propõem negócios bem interessantes para quem compra na planta, consórcios, muitas opções.

Vamos fazer uma correlação entre carros e imóveis.
CARROS....................................IMÓVEIS
desvalorizam...............................valorizam
proporcionam Status......................proporcionam Segurança
não geram receita.........................pode alugar para ajudar a pagar a prestação
se leiloado não quita dívida..............se leiloado grande chance de quitar a dívida
prazer momentâneo......................décadas de Satisfação
ferro velho para os filhos.................herança para os filhos

Decida-se por destinar o recurso do aluguel para pagamento da prestação da casa própria. Quem não possui casa própria e diz que investe em um carro está se enganando. Primeiro por que não é um investimento, o seu carro gera despesa e raramente você venderá com algum lucro. Somente será investimento se gerar receita, exemplo: táxi, ônibus, caminhão, enfim um instrumento de trabalho.

No princípio criou Deus os céus e a terra. (Gênesis 1:1 - Bíblia Hábil)
Não sou contra ter carro, mas se lermos Gênesis 1 veremos que tudo foi feito na seqüência certa. Deus criou primeiro uma casa para o homem e depois criou o homem.

Observo o mercado financeiro, a nossa economia e tenho duas previsões.
A primeira é que os preços dos imóveis vão continuar subindo e subindo muito, não pensem que é uma bolha imobiliária como a que aconteceu nos EUA. Nós temos um déficit habitacional gigantesco e somente agora estamos vivendo com inflação controlada, crédito farto, melhores condições. A taxa SELIC está baixando, logo estaremos com uma taxa de um dígito e a rentabilidade das aplicações continuará caindo. O brasileiro não está acostumado a aplicar seu dinheiro para ganhar 0,50% ao mês, veremos uma fuga dos investimentos financeiros para imóveis.
A segunda previsão é que veremos uma queda violenta no preço do carro usado. Muitas pessoas não conseguirão pagar seus financiamentos e esses carros serão leiloados por preços baixos. O mercado automobilístico prevê novos lançamentos, mais baratos, melhores, econômicos, tecnologia melhor, etc.

Tudo isso criará um mercado gigante de carros parados em revendas, lojas, garagens, alimentando uma oferta bem superior a demanda.

Altemir Farinhas- Equilíbrio Financeiro Finanças Pessoais
www.equilibriofinanceiro.com.br


Empresa       Palestrantes       Redes Sociais Contato:
(41) 3078 2379
contato@equilibriofinanceiro.com.br
© Equilíbrio Financeiro - Todos os Direitos Reservados. Twitter - Prof Farinhas Facebook Contato