Equilíbrio Financeiro - HOME
Palestras Treinamentos Videos palestras Videos entrevistas Videos educativos financeiros Audios
Livros Artigos Entrevistas Depoimentos Downloads Clientes
home- Artigos

13/01/2007
A mulher é mais forte
E sobrevive muito mais facilmente à morte do cônjuge.

A mulher é mais forte que o homem e sobrevive muito mais facilmente à morte do cônjuge.

Infelizmente em muitos casos as finanças da família não permanecem por muito tempo.

PARTE I -

O convívio conjugal não pode e não deve ser quebrado. O fato é que muitos vivem juntos vidas separadas. Moram no mesmo teto e juntos tomam café, almoçam, dormem, criam os filhos, cuidam da casa, possuem uma vida social, aparentemente tudo está certo, bonito e saudável.

Entretanto existem casais que não falam sobre dinheiro, fogem do assunto; ele por não querer dar satisfação e ela por não demonstrar interesse pelo assunto dinheiro.
Também observamos mulheres que apesar de toda independência e do avanço merecido que conquistaram, não sabem o que está acontecendo com as finanças da família.

Em uma de minhas palestras, um dos participantes contou-me que uma mulher esperava receber o seguro de vida do falecido marido, ao entrar em contato com a seguradora, surpresa ficou sabendo que não teria direito a nada, pois ele havia deixado de pagar o seguro.

Outra surpresa é a esposa descobrir que a parte que lhe cabe na empresa do ex-marido é uma bomba relógio, pronta para explodir em suas mãos.

E ver a “herança” evaporar-se em poucos anos. A pessoa continua levando a mesma vida, viagens, carros, roupas, jóias, tudo como sempre foi, apenas esquecendo de um pequeno detalhe, “dinheiro acaba”. Investimentos errados, empréstimos, negócios mal feitos, fianças, uma infinidade de maus tratos ao dinheiro, que poderá dar origem a sérias conseqüências.

Um leitor do meu livro “Cura Há Solução Para Sua Vida Financeira” relatou o caso de uma senhora que mantém um padrão de vida que não mais lhe pertence. Viúva, diz para todos que vai visitar suas fazendas, continua extravagante, comprando vestidos caríssimos, e mesmo passando por dificuldade não perde a pose. Ela chegou ao ponto de precisar vender uma bela e grande casa, muito bem localizada. Podemos pensar que uma casa assim seria vendida em pouco tempo, errado. O valor sentimental é muito superior ao valor de mercado e assim a falta de bom senso faz com que esta casa esteja à venda há muitos anos. O pior é que a pessoa não vê a desvalorização do imóvel e assim as dívidas aumentam sendo bem provável que a bela casa tenha de ser leiloada para pagar dívidas.

Mulher você administra a casa, os filhos, a família, cuida de tantos interesses, muitas vezes trabalha fora, cuidar das finanças nada mais é do que desenvolver uma competência específica, todas às mulheres tem poder para tal. É importante saber como andam as finanças da família, onde o dinheiro está sendo aplicado, quais investimentos foram feitos, como andam as coisas na empresa, conversar com o marido, filhos, buscar informações, estar atualizada. Não seja refém das circunstâncias, se o pior acontecer a vida continua e você vai precisar de dinheiro.

Altemir C. Farinhas
www.equilibriofinanceiro.com.br


Empresa       Palestrantes       Redes Sociais Contato:
(41) 3078 2379
contato@equilibriofinanceiro.com.br
© Equilíbrio Financeiro - Todos os Direitos Reservados. Twitter - Prof Farinhas Facebook Contato